Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

meandmyboy

meandmyboy

Black friday

Novembro 30, 2019

meandmyboy

Isto é um engano minha gente. Vão por mim, que trabalho no comércio. 

Basta baixar o preço 10% e as pessoas vão logo a correr para as compras. Ficam ofendidas porque não temos mais o artigo no tamanho delas, depois temos que arranjar de qualquer maneira só por capricho. Andam a discutir por uma peça de roupa um par de sapatos ou um artigo de tecnologia.

Além da falta de educação que as pessoas têm por quem está atrás do balcão, é a arrogância como nos tratam com indeferença. Mesmo precisando de ajuda acham sempre que somos ralé só porque trabalhamos no comércio. Enfim.

Ontem uma cliente ja depois da hora de fecho pediu me para ver se tinha o tamanho dela, como não tinha começa a pedir ajuda para eu ir à procura dentro da loja uma bota dentro dos seus requisitos , saltou-me a tampa.

Eu: a esta hora não vou puder ajudar mais.

Ela: mas é a esta hora que eu consigo vir.

Eu: às 23:30? Só consegue vir à hora do fecho?!?!

Ela: ai, eu trabalho e andei a ver outras áreas.

🤦‍♀️🤦‍♀️🤦‍♀️

Juro que não entendo. Ontem fizemos duas horas a mais, hoje fazemos mais duas horas e creio que amanhã no domingo iremos fazer mais horas. 

E assim eu passo o black Friday a trabalhar para os outros. 

click counter
Sayaç
click counter

Quando são indelicados comigo.

Julho 24, 2019

meandmyboy

Pois é, trabalhar no comércio tem destas coisas. 

Ontem enquanto atendia uma cliente e resolvia a situação da mesma apareceu-me um homem de origem oriental aos berros e a queixar-se que ninguém o atendia. 

-Não está aqui ninguém pala atendele. 

Eu- é só um pouco que eu... 

Ele-você não está a pecebele. Eu pleguntei se não está aqui ninguém, estou aqui à meia hola e ninguém me atende. 

Fiquei a olhar para ele e pensei: é que eu nem te vou dar resposta. E continuei a atender a minha cliente, que por sinal ficou chocada com esta atitude. Já nem vos falo do resto das pessoas, que olhavam para mim com pena porque estava a ser mal tratada. 

E eu? Que até agora não sei como me mantive tão calma com esta cena toda. 

Depois pus o meu sorriso na cara e dirigi - me a ele para saber o que ele queria. Ao qual ele me responde:aquela senhola está plimeilo. 

WTF para que foi aquele estrilho? Não percebo, a sério que não percebo. Lá registei o sapato da senhora e depois mais uma vez fui atender este traste. Fui ver a sandália para a filha, não tinha e depois registo a sandália da mulher dele e aí ela pergunta. 

Tem outlo pale novo(eles têm esta pancada, experimentam e depois querem novos na caixa) 

Eu: Não é só o que está na prateleira. 

É preciso ter lata depois de me terem humilhado ainda queria que eu fosse à procura de outro par novo, é que nem me dei ao trabalho e assim os despachei. 

Já estou numa fase que me estou a borrifar para gente mal criada. E também estou a ficar em ponto de rebuçado em relação a ter que bajular clientes.

P.... que os pariu. 

 

click counter
Sayaç
click counter

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D