Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

meandmyboy

meandmyboy

A pandemia e eu.

Maio 14, 2020

meandmyboy

Já posso falar de algumas coisas que me aconteceram nesta pandemia sem vos aborrecer com falta de conteúdo. 

Coisas que me aborreceram nesta pandemia foi a falta de chá de certas pessoas que me rodeiam:

Pessoas nos transportes que agora que somos poucos ja não dão a distância de segurança por isso já me estou a imaginar amanhar covid19 quando andar tipo sardinha enlatada no comboio e metro. 

No supermercado onde eu trabalho tenho que andar constantemente a sair do corredor para que os clientes escolham os produtos, notem que no vocabulário deles falta muito o com licença, o se faz favor e obrigado. Quanto mais se acham superiores aos outros mais mal educados são. Já nos outros supermercados tenho que andar a pedir para me darem a distância de segurança porque estou na caixa para pagar e as pessoas com mais idade não entendem que eu não gosto que se colem a mim. 

Colegas que estiveram em casa dois meses e que refilaram porque tinham que ir trabalhar e estavam com medo de apanhar o vírus. Vamos lá a ver se nos entendemos, então e os outros que trabalharam este tempo todo para proporcionar comida nas prateleiras do supermercado. Já para não falarmos nos colegas que estiveram a trabalhar e foram e os contratos acabaram e tiveram que ir embora porque não houve renovamentos de contrato. É preciso terem lata. 

Tenho vos a dizer de que as pessoas ficaram mais egoístas com esta pandemia. 

 

 

click counter
Sayaç
click counter

Andar nos transportes

Janeiro 09, 2020

meandmyboy

Ir a qualquer hora de transporte público é uma aventura, mas de manhã bate os recordes todos. 

Ontem senti-me sardinha enlatada como sempre, mas andei a jogar ao twister.

41822467_1GG.jpg

 

A minha mão agarrada ao corrimão mas entalada com uma barriga. O corpo todo torto e a sentir um braço nas minhas costas pela vertical. Como eu adoro(not) este calor humano. 

click counter
Sayaç
click counter

Não me mexo

Setembro 27, 2019

meandmyboy

Todos os dias é a mesma coisa. Sinto me "tocada", com pouco espaço para me mexer. Sempre que ando de metro sinto mãos e corpos em todas as frentes. Ontem senti corpos por todo o lado, uma mão na minha nagueda direita e eu bem tentava desviar, mas para onde? Não, não dava porque estava presa. 

Não gosto de me sentir tipo sardinha enlatada. 

E quando chego à paragem saio logo a correr, para poder respirar. 

click counter
Sayaç
click counter

Não há como não olhar.

Agosto 08, 2019

meandmyboy

Já é um hábito meu (sem querer intimidar ninguém) de olhar para os pés da pessoa. Opá é mais forte que eu. Cada vez que vou para o trabalho vejo muito aqueles chinelos da  "pixina" que vou ser franca eu abomino aquilo. Hoje vi dois pares que vieram até à cidade passear um pouco. Uns no pé de uma mulher tinham pelo, eram felpudos. O outro par também nos pés de uma mulher tinha uma citação "dream life" 😂 no pé direito dizia dream e no pé esquerdo dizia life.

Filhas se eu tivesse que sonhar com a vida seria com um calçado mais apropriado, até porque hoje chove e vocês vieram para a rua com uns chinelos da "pixina".

Assim os pés ficam lavadinhos, não é? Então, pois claro. 

click counter
Sayaç
click counter

O que eu vejo nos transportes

Janeiro 23, 2019

meandmyboy

Estamos em pleno mês de Janeiro e vejo coisas que se fosse em Agosto a coisa não ía correr muito bem.

Hoje na plataforma do comboio enquanto espero passa à minha frente um rapaz todo bem arranjado mas com a cara inchada de sono o cabelo parecia um ninho de ratos. É claro que fiz uma análise, saiu disparado da cama, vestiu "qui çá" a mesma roupa de ontem e veio para a rua.

Homens deste Portugal, tomem um banho antes de irem trabalhar, quem diz homens também se aplica ao sexo oposto.

Não há nada mais desagradável de quando passam em algum lado e o cheiro nauseabundo impestar os narizes alheios.

 

click counter
Sayaç
click counter

Enquanto espero pelo autocarro

Outubro 12, 2017

meandmyboy

Estava na fila do autocarro para ir atė à segurança social, quando derrepente aparece uma miúda mais ou menos de 13 anos e passa por mim e pelas outras senhoras para se pôr atraz do senhor, senhor este que era o primeiro da fila. 

Começo a "rezar" , o autocarro aparece , o condutor abre a porta e a menina já estava  toda feitinha para nos passar à frente a Tania(eu) começou a falar para ela.

Eu: Nao vais passar à frente, pois não?

Ela:nao estou a perceber! 

 

O meu pensamento:WTF

Eu: eu e estas duas senhoras estamos à tua frente. Já não é a primeira vez que passas à minha frente. 

Nao a ouvi mais. Esperou pela vez dela e nem bufou. 

Amanhã estou lá outra vez e ela também.

click counter
Sayaç
click counter

hoje não está facil

Julho 15, 2015

meandmyboy

Levantei-me a pensar que me conseguia despachar a tempo e horas. Não,nada disso. Desde sair de casa sem passe,sem pequenoalmoço tomado e ainda ter que pagar títulos de transporte, ninguém merece. Já me ía esquecendo e o cheiro corporal de manhã que os outros emanam . Hoje para ajudar a festa entrou um pedinte no comboio da fertagus , não é normal. Pedia nem que disse cinco cêntimos que para nós não era nada, hoje para mim cinco cêntimos é muito.

click counter
Sayaç
click counter

ai as estastisticas

Abril 29, 2015

meandmyboy

Desceram drasticamente, mas isto tem uma explicação. Não tenho net no telemóvel, o giga acabou e só volto a conseguir postar pelo telemóvel no dia um de Maio. Até lá os posts são feitos à noite, só falta um dia, não é muito tempo. O dia passa rápido na loja, porque se não estivermos a atender estamos a arrumar o que chega do armazem ou das outras lojas. Tento me abstrair, mas sinto pressão em que eu aprenda rápido para se calhar pra semana já conseguir abrir ou fechar sozinha a loja. A chefe foi de férias e a colega que entregou o meu currículo ao chefe das lojas vai ficar à fente da loja, portanto estou a contar que para a semana já consiga trabalhar com o sistema do computador. Existe muito estrangeiro, só me safo com o inglês, que está um pouco enferrujado, pois no meu antigo trabalho não aparecia nenhum estrangeiro. Já me deram folga no feriado e no domingo, é menos dinheiro ao fim do mês. Também comprei o passe, em vez de ir de barco vou de comboio, levo menos tempo no percurso. E é assim "the story of my life".

click counter
Sayaç
click counter

sobrevivi

Abril 28, 2015

meandmyboy

Comecei bem com uma greve de metro, ía chegando atrasada. Apanhei o bus, por haver a maldita greve fui tipo sardinha enlatada. Gostei muito ( not) faltava só uma paragem para chegar ao destino e o motorista resolve desligar o motor porque houve pessoas que resolveram entrar pela porta da saída. Quando desço na paragem deparo-me com uma distancia e começo a correr para não chegar atrasada. Estive a tentar absorver toda a informação, para me deixarem sosinha na abertura ou fecho da loja. Agora tenho de entrar na rotina. Trabalho todos os dias, com folgas rotativas. Para finalizar o dia, quando regresso a casa o motorista do autocarro não me vê e ía recolher o autocarro para a garagem, dou-lhe um berro e digo assim : Não se esqueça de mim. Ele: Estava tao encolhida no banco que nem a vi. Eu ri, e repondi: Então ía para onde? Ele: ía recolher o autocarro. lá ía a Tânia Maria dormir a outro lado.

click counter
Sayaç
click counter

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D